Três calouros vão parar no hospital depois de trote em Ponta Grossa

Três calouros vão parar no hospital depois de trote em Ponta Grossa

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

Três alunos da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) foram parar no hospital em coma alcoólico nesta quarta-feira (16), primeiro dia de aulas. Dois deles foram encontrados já desmaiados e levados a um hospital. Os jovens tinham unhas e rostos pintados e as roupas sujas de lama.

Outro calouro, por morar perto do campus, conseguiu chegar em casa. “Ele chegou cambaleando e já passando mal”, contou o pai em entrevista ao G1. O jovem foi medicado e está em casa. O pai acredita que o filho foi forçado a beber e espera que o episódio sirva de alerta para as autoridades agirem de forma preventiva nos trotes violentos.

Em entrevista ao G1, a mãe de um outro aluno contou que o filho não era acostumado a beber. “Ele nunca havia bebido na vida, não era dessas coisas” revelou a mãe. Ela também disse que o filho teria chegado ao hospital com o auxílio de dois outros jovens não identificados e que eles teriam revelado que encontraram o menino dentro das instalações da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

A Reitoria da UEPG afirma que não registrou nenhuma situação com violência dentro do campus e acredita que os trotes aconteceram em bares ao redor da universidade.

Em nota divulgada à imprensa, o reitor João Carlos Gomes lamenta que “alguns insistam em trocar a recepção civilizada por atos que atentam contra a integridade física do (s) acadêmico (s) em sua chegada à instituição”. E ainda afirmou a Reitoria já baixou um ato criando uma Comissão de Sindicância para apurar responsabilidades e punir envolvidos no trote de 2011.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições