MENU

UnB adia divulgação da segunda chamada do vestibular

UnB adia divulgação da segunda chamada do vestibular

Atualizado: Sábado, 30 Julho de 2011 as 9:31

A Universidade de Brasília (UnB) anunciou nesta quinrta-feira (28) que vai adiar a divulgação da segunda chamada do vestibular para o dia 1º de agosto. A lista será disponibilizada no site www.cespe.unb.br/vestibular/2vest2011 , a partir das 10h.

O universidade informou que a nova data foi estabelecida em razão da grande quantidade de decisões judiciais liminares.

Os candidatos aprovados poderão se matricular no dia 2 de agosto nos postos avançados da Secretaria de Administração Acadêmica (SAA) da UnB nos campi Darcy Ribeiro (Plano Piloto), Ceilândia, Gama e Planaltina. O atendimento para os cursos diurnos será das 8h30 às 11h e das 14h às 17h e para os cursos noturnos, das 14h às 20h.

Para a matrícula, são necessários os seguintes documentos (com cópia autenticada): histórico escolar, certificado de conclusão do ensino médio, CPF, identidade, título de eleitor, comprovante de votação das últimas eleições ou justificativa de não votação – para os maiores de 18 anos – e certificado de reservista ou de alistamento militar, para os homens.

Os candidatos selecionados para os cursos que exigem certificação de habilidade específica deverão apresentar o certificado dentro do período de validade, emitido pelo Cespe/UnB.

A UnB e o Sindicato de Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe-DF) disseram que pretendem contestar as liminares que permitiram a matrícula de aprovados que não concluíram o ensino médio. Segundo a universidade, houve aumento no número de liminares após as mudanças nas regras do Conselho de Educação do DF para antecipação do diploma de ensino médio.

Desde o ano passado, apenas alunos que completaram 18 anos ou cursaram mais de 75% do ano final do ensino médio podem ter o certificado de conclusão. Antes, estudantes com aproveitamento superior a 80% no primeiro semestre e que passassem no vestibular poderiam pedir a antecipação do diploma.

O promotor de Defesa da Educação Huerlin Hueb disse que vai analisar se os certificados apresentados pelos estudantes para garantir a matrícula são válidos. Segundo Hueb, os alunos usaram o processo de supletivo para Educação de Jovens e Adultos (EJA) e é preciso verificar se as instituições que emitiram os documentos estão credenciadas a fazer esse tipo de exame.

“Não vamos analisar se o aluno tem o direito de fazer o curso, porque não é nossa atribuição. O caso está no Judiciário e não temos gerência sobre isso”, afirmou.

Segundo a advogada Ana Esperança Pinheiro, familiares e estudantes que estão nessa situação formaram uma associação nesta quinta-feira para defender o direito de ingressar na universidade. “Os pais estão indignados com as informações veiculadas na mídia de que esses alunos se valeram de mentiras para ingressar na UnB”, afirmou.

Ana Esperança disse que deve entregar o documento da formação da associação ao Ministério Público do DF nesta sexta-feira. “Queremos que a associação possa estar presente em todo tipo de processo que possa discutir a validade desses certificados.”

fonte: G1

veja também