MENU

UNE comemora decisão da Justiça de liberar Enem

UNE comemora decisão da Justiça de liberar Enem

Atualizado: Sexta-feira, 12 Novembro de 2010 as 12:13

A União Nacional dos Estudantes (UNE) comemorou nesta sexta-feira (12) a decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região de derrubar a liminar que suspendia o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo o presidente da UNE, Augusto Chagas [foto], a entidade espera, agora, que a Justiça Federal do Ceará entenda que não faz sentido anular o exame. Um pedido de anulação feito pelo Ministério Público Federal do estado na quarta-feira (10) segue sob análise da Justiça. “A anulação prejudicaria a maioria dos estudantes, que fez o exame e deve ter a nota validada”, afirmou Chagas.

O exame foi aplicado no último fim de semana a 3,3 milhões de estudantes. No sábado (6), participantes reclamaram de erros na impressão da folha de respostas e da prova amarela.

Segundo a UNE, até o final de quinta-feira (11), cerca de 1.250 estudantes haviam feito contato com a entidade para reclamar de problemas no Enem. A maioria das reclamações diz respeito à inversão dos cabeçalhos do gabarito, as outras dizem respeito aos problemas na prova amarela. Outros estudantes dizem que foram prejudicados pelo tumulto.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, se reuniu nesta quinta-feira com representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira de Estudantes de Secundaristas (UBES) para conversar sobre os problemas no exame. Segundo Chagas, o ministro pediu desculpas aos estudantes pelos problemas com o exame, e se comprometeu a fazer uma retratação pública.

As entidades exigiram do ministro que fiquem claros quais os critérios para avaliar se um estudante vai poder ou não refazer a prova. Uma nova reunião entre as entidades e o MEC deve ocorrer na próxima semana, segundo a UNE.

Segundo a entidade, estudante que se sentiram prejudicados podem entrar em contato com a UNE pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 2771-0792.

veja também