MENU

Universidade suspende alunos após trote violento na Grande SP

Universidade suspende alunos após trote violento na Grande SP

Atualizado: Quarta-feira, 31 Março de 2010 as 12

A Universidade de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, decidiu suspender quatro alunos de medicina envolvidos em um trote ocorrido em fevereiro. Os alunos não poderão frequentar as aulas por períodos que variam de 15 dias a um mês. Outros 14 foram advertidos formalmente.

A universidade não viu nenhuma razão para que algum aluno fosse expulso. Entretanto, dois dos estudantes suspensos irão perder o semestre letivo por excesso de faltas.

"A atitude deles na verdade não condiz com a atitude esperada de um acadêmico. A universidade nesse ponto tem um papel educativo. No caso dos alunos que tiveram a punição por 30 dias, esses alunos seguramente perderão o semestre letivo", explicou José Augusto Peres, pró-reitor da universidade.

O trote realizado em fevereiro foi gravado. As imagens mostram veteranos de medicina humilhando os calouros. Em uma das imagens, um dos novatos leva um cuspe de cerveja no rosto, enquanto é obrigado a ficar com carne estragada na cabeça.

A reitoria considera o caso encerrado. Já a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) espera os resultados da investigação da Polícia Civil. "Esperamos que haja identificação dos autores dessa ofensa e, posteriormente, sua remessa ao Ministério Público para que se possa iniciar o devido processo criminal", disse Marcos Soares, presidente da OAB de Mogi das Cruzes.

A polícia só deve divulgar um relatório assim que ouvir todos os estudantes envolvidos, o que deve acontecer em 30 dias. A universidade também é alvo de uma investigação do Ministério Público Federal.

veja também