MENU

USP pode cortar 330 vagas em cursos na zona leste

USP pode cortar 330 vagas em cursos na zona leste

Atualizado: Sábado, 19 Março de 2011 as 8:59

Os cursos de graduação da EACH-USP (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo), mais conhecida como USP Leste, podem ter uma redução de, no mínimo, dez vagas cada um.

Em algumas carreiras, o número chegaria a 80, o que totalizaria uma redução de 330 vagas em toda a unidade.

A proposta consta em um relatório da EACH, chamado de Estudo das Potencialidades, Revisão e Remanejamento de Vagas nos Cursos de Graduação.

O documento é o resultado do trabalho de um grupo de sete professores - entre eles, o ex-reitor da USP Adolpho José Melfi - e avaliou vagas, carga didática, disciplinas optativas e otimização dos recursos humanos de cada graduação.

O diretor da USP Leste, José Boueri, ressalta a importância da proposta.

- Esse relatório mostra o compromisso da USP com a sociedade. Estamos atendendo a uma demanda social. As vagas não serão cortadas: serão remanejadas, mas ainda não sabemos como.

Em setembro de 2010, o Conselho Universitário da USP aprovou um documento que mencionava a revisão de cursos com baixa demanda e propunha novas diretrizes para todas as graduações da universidade.

Boueri citou ainda o projeto de implementação de mais dois cursos na USP Leste - de mídias digitais e de design de serviços. Ambos terão 30 vagas. O relatório da EACH não tem caráter deliberativo e deve ser analisado por instâncias superiores.

A maior mudança entre os cursos da USP Leste ocorreria em obstetrícia: o relatório propõe a fusão com enfermagem.

A redução se daria nos seguintes cursos: 30 vagas em ciências da atividade física; 40 em gestão ambiental; 10 em gerontologia; 20 em gestão de políticas públicas; 80 em licenciatura de ciências da natureza; 20 em lazer e turismo; 20 em marketing; 30 em sistema de informação e 20 em têxtil e moda.

veja também