MENU

USP terá iniciativa conjunta de combate a álcool e drogas

USP terá iniciativa conjunta de combate a álcool e drogas

Atualizado: Quinta-feira, 12 Junho de 2008 as 12

A congregação do Instituto de Psicologia (IP) da USP cedeu uma área no Centro de Atendimento Psicológico (CAP) para sediar a coordenação do Programa de Prevenção e Tratamento de Uso de Álcool e Drogas da USP, atendendo a uma solicitação do professor José Franchini Ramires, coordenador do Sistema Integrado de Saúde da Universidade (SISUSP). No dia 2, o professor Ramires visitou a Congregação do IP para apresentar o Programa.

A idéia é centralizar as informações dos atendimentos realizados em diferentes locais — Hospital Universitário (HU), Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Coordenadoria de Assistência Social (Coseas), serviços de psicologia sediados em diferentes unidades dos vários campi, e clínicas conveniadas —, treinar agentes multiplicadores e desenvolver campanhas de prevenção.

Nos casos de urgência, os pacientes serão atendidos no HU, no IPq ou em clínicas conveniadas. Após a alta, receberão atendimento psicológico no local mais próximo à unidade de origem, cabendo à sede localizada no CAP a centralização das informações sobre o acompanhamento destes pacientes. Há hoje vários pontos de tratamento. O objetivo, segundo o professor Ramires, é integrar estes pontos numa rede de suporte e de informação, visando fornecer melhor acompanhamento da evolução dos pacientes e evitar re-internações.

O projeto surgiu da necessidade de tratamento e prevenção face aos crescentes casos de dependência de drogas, álcool e tabaco entre funcionários, docentes e estudantes. No último dia 22 de abril, o SISUSP promoveu o workshop ''Por uma política de enfrentamento do uso de álcool, tabaco e drogas ilícitas na USP'', com o intuito de conhecer as diferentes experiências relacionadas ao problema das drogas na universidade. Neste workshop, a professora Maria Abigail de Souza, do IPUSP, apresentou projetos de pesquisa e atendimento clínico desenvolvidos por docentes da unidade.

Para mais informações: (11) 3091-4178

veja também