MENU

Após golaço, Marquinho reafirma: 'Tenho a cara da Libertadores'

Após golaço, Marquinho reafirma: 'Tenho a cara da Libertadores'

Atualizado: Sexta-feira, 29 Abril de 2011 as 11:52

   O Fluminense jogava mal e via o Libertad-PAR crescer no jogo em busca do gol da virada. Foi quando Marquinho chamou a responsabilidade, passou pela marcação de dois adversários e soltou a bomba de pé esquerdo. O golaço deu novamente a vantagem ao Tricolor no placar e mudou a cara da primeira partida das oitavas de final da Libertadores. Após a vitória por 3 a 1 no Engenhão, na noite desta quinta-feira, o apoiador lembrava uma frase que disse ainda ao longo da última semana.

- Como falei anteriormente, esse gol mostra que tenho a cara da Libertadores. É a primeira vez que disputo essa competição, mas já me identifiquei. Sempre que o Fluminense precisar, vou jogar e dar meu sangue em campo. No fim, sou sempre recompensado por isso pela nossa torcida - disse Marquinho, um dos grandes destaques do triunfo sobre o Argentinos Juniors, no último dia 20, que garantiu a classificação para as oitavas de final.

Dizendo-se mais adaptado às Laranjeiras após três anos vestindo a camisa do Fluminense, Marquinho assumiu que não fez uma grande partida diante do Liberta-PAR. Mas lembrou que compensou com disposição na marcação e ainda foi recompensado com um importante gol. Já pensando no jogo de Assunção, o apoiador elogiou a qualidade dos paraguaios e pediu atenção redobrada para confirmar a classificação.

- O time deles é muito qualificado. No Paraguai teremos de apresentar um futebol muito melhor do que o mostrado no Engenhão. Precisamos consertar também algumas falhas defensivas. Vamos para Assunção um pouco mais tranquilos, mas com a mesma atenção de sempre - ressaltou.

O elenco tricolor ganhou folga nesta sexta-feira e se reapresenta sábado, às 9h, nas Laranjeiras. A delegação embarca para Assunção na noite da próxima segunda-feira. O jogo de volta contra o Libertad, no Estádio Defensores del Chaco, está marcado para quarta-feira, às 21h50 (de Brasília).      

veja também