MENU

Estádio PV é vetado pelo Ministério Público

Estádio PV é vetado pelo Ministério Público

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2011 as 1:57

Está vetado o uso do estádio Presidente Vargas para o Campeonato Cearense. O Ministério Público Estadual não liberou a reabertura da praça esportiva, após reunião na manhã desta quarta-feira (27).

A informação foi confirmada ao Diário do Nordeste Online pelo presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio. "Pediram novos laudos", resumiu o dirigente. A reunião envolveu representantes do Ministério Público, Prefeitura de Fortaleza e da FCF.

Final em Horizonte

Uma eventual final do segundo turno envolvendo o Ceará Sporting Club será realizada no estádio Domingão, em Horizonte. O time alvinegro já foi campeão do primeiro turno e, se vencer o returno, é campeão cearense. O vencedor da competição, de forma inédita, pode ser conhecido em Horizonte.

O Ceará enfrenta o Guarany de Sobral no próximo domingo (1), já na semifinal do segundo turno. "Você quer que seja onde? Me dê a solução aí! Não tem jeito", disse o presidente, ao Diário do Nordeste Online, explicando que a partida será em Horizonte.

"É o descaso", diz o Ceará.

O dirigente alvinegro André Figueiredo não poupou críticas à Prefeitura de Fortaleza após o anúncio de veto ao estádio Presidente Vargas. "A gente não está surpreso, não. Mas é lamentável, claro. É o próprio descaso com o futebol cearense. Há mais três anos estamos com esse problema", bradou, referindo-se ao tempo sem o PV.

"No Cearense os jogos serão no Domingão. Tem que ser lá, então", completou André. Já para a Série A do Campeonato Brasileiro, aponta o dirigente, o clube ainda não tem uma posição tomada.   

Restrições em laudos

De acordo com Mauro Carmélio, a reprovação aconteceu porque havia restrições nos laudos elaborados pela Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Havia ainda um laudo estrutural e laudos da Vigilância Sanitária e do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Mauro Carmélio apontou ainda que o Ministério Público cobrou da Prefeitura de Fortaleza novos laudos, envolvendo ainda o gramado e a tribuna de imprensa. É no setor de imprensa que a obra ainda não foi concluída. Uma estrutura provisória foi montada e o Ministério Público quer laudo sobre o espaço.

veja também