MENU

Felipe rescinde contrato com Timão

Felipe rescinde contrato com Timão

Atualizado: Sexta-feira, 6 Agosto de 2010 as 6:44

Felipe deve jogar na Europa (Foto: Agência Estado)   Depois de muita polêmica e até bate-boca público, chegou ao fim a passagem do goleiro Felipe pelo Corinthians. A diretoria do Timão anunciou nesta noite de quinta-feira, em nota oficial divulgada em seu site, que clube e jogador entraram em um acordo para o rompimento do vínculo. O destino dele deve ser o Sporting Braga, de Portugal.

Para conseguir ir embora, Felipe aceitou algumas exigências impostas pelo presidente Andrés Sanches, como a devolução de cerca de R$ 400 mil referentes às luvas pela assinatura do contrato, que era válido até o fim da temporada 2011. O dinheiro, porém, virá dos agentes do atleta. Além disso, o goleiro aceitou não receber nenhuma quantia referente a seus salários. O mandatário alvinegro assinará a rescisão ainda nesta quinta, em um restaurante da capital paulista.

Como realizou mais de sete jogos pelo Timão no Campeonato Brasileiro, Felipe só poderá atuar no exterior ou por clubes de divisões menores no país. O destino dele, porém, está praticamente sacrametado e deve ser o Sporting Braga-POR. Um grupo de empresários ajudará a custear os vencimentos dele e ficará com 15% dos direitos. Os empresários do goleiro aguardam apenas um fax do clube português para anunciar o acordo.

A confusão entre a diretoria do Corinthians e Felipe começou durante a intertemporada em Águas de Lindoia, interior de São Paulo. O goleiro recebeu uma proposta do Genoa-ITA e manifestou o desejo de ir embora. O Timão acatou, mas a negociação acabou cancelada depois que a federação italiana anunciou a redução de dois para apenas um no número de jogadores extracomunitários permitido por equipe.

Como Felipe havia pedido para ser vendido, a direção alvinegra optou por mantê-lo afastado do elenco até que novas propostas surgissem. O camisa 1 passou a treinar em separado, o que irritou seus agentes, que entraram com uma denúncia no Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo, alegando que o atleta estava impedido de exercer sua profissão.

Desde então, a disputa se transformou em um jogo de empurra-empurra. De um lado, o Corinthians alega que Felipe pediu para sair e, por isso, não será reintegrado. Do outro, o jogador jura que nunca manifestou qualquer intenção de ir embora. Na última quarta-feira, após uma entrevista coletiva, o goleiro se reuniu com Sanches para tratar do rompimento.

Felipe chegou ao Corinthians depois do Campeonato Paulista de 2007, vindo do Bragantino. Logo se firmou como titular e caiu nas graças da Fiel, mas não conseguiu evitar o rebaixamento para a Série B. Em 2008, já ídolo da torcida, ajudou na conquista da Segundona, o que seria repetido nos títulos do Paulistão e da Copa do Brasil de 2009. Foram 193 jogos pelo Alvinegro.     Por Carlos Augusto Ferrari São Paulo

veja também