MENU

Mudança de esquema faz D'Ale voltar aos tempos de Europa

Mudança de esquema faz D'Ale voltar aos tempos de Europa

Atualizado: Quinta-feira, 28 Abril de 2011 as 1:43

D'Alessandro pende mais para o lado do campo (Foto: Alexandre Alliatti / Globoesporte.com)

  As mudanças táticas implementadas por Paulo Roberto Falcão no Inter modificaram especialmente o jeito de os articuladores jogarem. E aí está incluso o melhor jogador do time. Andrés D’Alessandro agora precisa se readaptar a uma estratégia que, na verdade, não é novidade para ele. O argentino volta aos tempos de Europa.

Ele trocou uma posição mais central do campo pelos flancos do terreno. Claro, tem liberdade para oscilar, mas agora está mais colado à linha lateral. Foi uma situação que ele vivenciou quando defendeu o Wolfsburg, da Alemanha, o Portsmouth, da Inglaterra, e o Zaragoza, da Espanha.

- O sacrifício existe sempre. Vocês viram que minha função mudou um pouco. Em vez de jogar livre de meia, jogo pelo lado. Fiz essa função na Espanha, às vezes na Alemanha, e também na Inglaterra. Vou me adaptar, claro. O Falcão chegou faz dez dias. Estamos nos ajeitando, e não tem muito tempo. Temos que nos concentrar, fazer o que ele pede, fazer o que o grupo precisa, porque precisamos do resultado logo – disse D’Alessandro.

O jogador pede muito cuidado ao Inter no jogo contra o Peñarol, nesta quinta-feira, em Montevidéu, pelas oitavas de final da Libertadores. Ele destaca a importância de marcar um gol fora.

- Sabemos que jogar fora de casa é difícil. Pela história, as equipes uruguaias são fortes em casa, têm bons jogadores, de qualidade, experientes. O Peñarol tem jogadores experientes, que atuaram na Europa, e com muita pegada. Fora de casa, é importante fazer gol. Temos que lembrar do ano passado. Tomamos três do Banfield (3 a 1 na Argentina), mas decidimos em casa, e a história foi outra. É isso: fazer gol de visitante.

Um gramado grande, em um estádio com a torcida distante dos atletas, pode facilitar para o Inter. D’Ale diz que o time colorado precisa manter seu jeito de jogar.

- Vai ser um jogo difícil, com poucos espaços. Mas é um campo grande. O Inter vai procurar fazer o jogo que sempre fez e tentar uma vantagem importante para o jogo no Beira-Rio.

A partida começa às 19h30m. O Inter deve ir a campo com Renan, Nei, Bolívar, Rodrigo e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D’Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião.      

veja também