MENU

Acnur suspende operações no oeste da Costa do Marfim

Acnur suspende operações no oeste da Costa do Marfim

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 10:24

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) anunciou nesta sexta-feira (4) a suspensão das operações no oeste da Costa do Marfim em consequência da situação de insegurança na região.

O país vive dias de caos desde a eleição de novembro que levou a uma disputa de poder entre o oposicionista Alassane Ouattara, que reivindica a presidência do país, e o atual presidente, Laurent Gbagbo, que rejeitou ampla pressão pedindo sua renúncia. Há temores de uma volta à guerra civil.

Melissa Fleming, porta-voz do Acnur, destacou que 70 mil pessoas fugiram da região oeste e que a agência planejava construir um campo para os refugiados. "Mas nós tivemos que suspender a construção", declarou.

"E não estamos mais operando na região, infelizmente, em consequência da insegurança e da violência", completou.

Cinquenta pessoas morreram por causa da violência em uma semana na Costa do Marfim, a metade delas em um bairro de Abidjan que é cenário constante de confrontos, anunciou nesta quinta-feira a missão da ONU no país, a Onuci.

Os Estados Unidos disseram que pelo menos 365 pessoas morreram na violência no país desde as eleições de 28 de novembro e a ONU afirma que cerca de 200 mil pessoas já tiveram de abandonar suas casas, na localidade de Abolo, que ficou praticamente deserta depois de duros combates na semana passada.    

veja também