MENU

Adolescente é condenado por matar ex para ganhar café-da-manhã

Adolescente é condenado por matar ex para ganhar café-da-manhã

Atualizado: Quinta-feira, 28 Julho de 2011 as 9:22

A vítima, Rebecca Aylward (Foto: South Wales Police)

  Um rapaz britânico de 16 anos foi condenado por espancar até a morte a ex-namorada, de 15, após fazer uma aposta com um amigo.

Em um ataque descrito pela acusação como 'planejado e calculado', Rebecca Aylward foi atraída até uma área de floresta e morta por Joshua Davies, em outubro de 2010.

Durante o julgamento, Davies negou ter matado a ex-namorada, mas disse ao júri que 'às vezes' odiava Rebecca e que um amigo havia sugerido que ele 'se livrasse dela'.

O amigo prometeu pagar um café-da-manhã se ele fizesse isso e Davies aceitou a 'aposta'.

O acusado, no entanto, disse que estava brincando, alegando que 'ninguém mata por um café-da-manhã'.

Aplausos e lágrimas

Ao longo do julgamento, foi revelado que Rebecca morreu devido a ferimentos na cabeça causados por uma pedra.

Seu corpo foi encontrado em uma área de floresta, perto de Bridgend, no País de Gales.

A família da jovem aplaudiu e comemorou o anúncio do veredicto de culpado, após quase vinte horas de deliberação do júri.

A mãe de Joshua Davies chorava, mas o rapaz não demonstrou nenhuma emoção durante a leitura do veredicto.

'Ato bárbaro'

Logo após a condenação, a família da vítima divulgou uma declaração em que diz que 'Rebecca foi assassinada em um ato bárbaro e sem sentido'.

'Ela morreu nas mãos de alguém que ela amava e confiava. Nunca vamos esquecer o que ele fez com ela ou perdoá-lo por ter destruído nossa família.'

Os promotores disseram que 'apenas o acusado sabe o que verdadeiramente o motivou a cometer tal ato, mas o que sabemos é que a família e os amigos de Rebecca vão continuar a viver com as horríveis consequências'.

'Só podemos esperar que o veredicto de hoje possa, de alguma maneira, ajudá-los a tentar seguir adiante com suas vidas.'

A sentença será anunciada em setembro.          

veja também