MENU

Al Qaeda mata cinco soldados no Iêmen; confrontos deixam 15 mortos

Al Qaeda mata cinco soldados no Iêmen; confrontos deixam 15 mortos

Atualizado: Quinta-feira, 22 Julho de 2010 as 10:34

Homens armados, prováveis membros do grupo terrorista Al Qaeda, mataram cinco soldados em uma emboscada no sul do Iêmen. Do outro lado do país, um confronto envolvendo rebeldes xiitas e deixou ao menos 15 mortos.

Segundo as autoridades iemenitas, os soldados foram mortos a tiros durante a madrugada desta quinta-feira, em uma emboscada na cidade de Ataq, capital da Província de Shabua, localizada a 570 quilômetros a sudeste de Sanaa, e um dos redutos do grupo terrorista no Iêmen.

A polícia lançou uma perseguição aos agressores, mas não confirmou se algum dos criminosos foi preso.

O Iêmen é o país mais pobre da Península Arábica e se tornou nos últimos anos um importante reduto da Al Qaeda, que teria campos de treinamento no centro do país.

O governo iemenita, pressionado pelos Estados Unidos, realiza uma campanha contra a Al Qaeda. Sanaa pediu aos dirigentes tribais para entregarem os combatentes e ameaçou punir aqueles que os acolherem.

O último ataque do grupo terrorista no Iêmen foi realizado no último dia 14 de julho, quando morreram pelo menos três pessoas em atentado contra as sedes dos serviços de inteligência e da polícia na cidade de Zinyibar, no sudoeste do país.

Em 19 de junho, um ataque contra um edifício dos serviços de inteligência, desta vez na cidade de Áden, deixou ao menos 11 mortos.

Confrontos

No norte do país, ao menos 15 pessoas morreram na noite de quarta-feira em enfrentamentos envolvendo rebeldes xiitas. O número de vítimas pode ser maior e a agência de notícias France Presse fala em ao menos 20 mortos.

Os relatos sobre o confronto, contudo, divergem. A agência France Presse diz que rebeldes hutis enfrentaram os homens da tribo de Ben Aziz. A Efe afirma que o confronto ocorreu entre hutis e tropas do Exército, quando os militares tentaram registrar um grupo de hutis que circulava por uma estrada.

O conflito armado entre rebeldes xiitas e o regime iemenita teve início em 2004 e, desde então, houve confrontos intermitentes entre os dois grupos, com alguns períodos de trégua.

Em 11 de agosto do ano passado, o Exército iemenita lançou uma ofensiva por terra e ar para derrubar os insurgentes, causando combates que acabaram envolvendo a Arábia Saudita e que causaram centenas de mortes e deixaram milhares de deslocados.

veja também