MENU

Aliados, Síria E Irã desafiam EUA

Aliados, Síria E Irã desafiam EUA

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2010 as 12

A Síria e o Irã fizeram ontem uma demonstração de união e desafiaram a secretária americana de Estado, Hillary Clinton, rejeitando o pedido para que Damasco suspenda suas antigas relações com Teerã.

O presidente sírio, Bashar Assad, e seu colega iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, assinaram ontem um acordo removendo a exigência de vistos de viagem entre os dois países e participando de uma cerimônia muçulmana em Damasco.

A visita de Ahmadinejad à Síria ocorre após Hillary dizer que Damasco deveria começar a se afastar de Teerã e deixar de apoiar o movimento xiita libanês Hezbollah, que também é respaldado pelo Irã.

"Talvez tenhamos entendido Hillary de forma errada por causa de uma tradução mal feita ou de nossa limitada compreensão, então assinamos um acordo para cancelar a exigência de vistos", disse Assad.

"Achei estranho eles (os americanos) falarem sobre estabilidade no Oriente Médio, paz e outros belos princípios e pedir para dois países se afastarem", acrescentou.

Segundo Ahmadinejad, "os dois países têm os mesmos objetivos, os mesmos interesses e os mesmos inimigos. Nosso ciclo de cooperação está aumentando dia a dia". As relações entre Irã e Síria intensificaram-se após a Revolução Iraniana, em 1979, que levou os clérigos xiitas ao poder.

Assad apoia o Irã em sua disputa com o Ocidente por causa de seu programa nuclear e diz que as ações das potências para pressionar Teerã constituem uma "neocolonização".

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU ? EUA, França, Rússia, Grã-Bretanha e China ?, além da Alemanha, estão discutindo novas sanções contra o Irã por causa das suspeitas de que esteja tentando construir uma bomba nuclear, algo que Teerã nega.

veja também