MENU

Americanos são presos por tentarem deixar o Haiti com 33 crianças sem autorização

Americanos são presos por tentarem deixar o Haiti com 33 crianças sem autorização

Atualizado: Segunda-feira, 1 Fevereiro de 2010 as 12

Dez americanos foram presos no Haiti porque tentavam sair do país com 33 crianças do país sem autorização. Eles foram detidos sábado, dia 30, na fronteira com a República Dominicana. As informações são da agência BBC Brasil.

De acordo com o governo haitiano, o grupo não tinha documentos para comprovar que crianças eram órfãs ou que tinham direito de retirá-las do país. Os americanos fazem parte da organização não governamental New Life Children's Refuge, com sede no estado americano do Idaho. As crianças tinham entre 2 meses e 12 anos de idade.

Os americanos disseram à BBC que pretendiam levá-las para um orfanato montado na República Dominicana. Eles consideraram a prisão um erro e achavam que tinham autorização para viajar até o país vizinho. Os americanos ainda não foram indiciados.

Com o terremoto do último dia 12, que arrasou a capital haitiana, várias crianças perderam os pais e diversos orfanatos foram destruídos. Com receio de que criminosos aproveitem a fragilidade em que se encontra o país para o tráfico de crianças, o Ministério de Assuntos Sociais impôs regras para rígidas para a adoção dos órfãos – uma delas é autorização para sair com a criança do Haiti.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) já alertou para o desaparecimento de meninos e meninas de hospitais haitianos depois do terremoto.

Segundo o Unicef, o tráfico de crianças no Haiti já existia antes dos tremores e a mesma situação foi verificada em diversos países após a passagem de uma tsunami em dezembro de 2004.

veja também