MENU

Após 11 de Setembro, EUA escondem imagens de mapas do Google

Após 11 de Setembro, EUA escondem imagens de mapas do Google

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 9

Um passeio virtual pelo estado de Nova York usando ferramentas como o Google Maps permite encontrar uma série de imagens borradas. Desde o terminal do aeroporto próximo de Buffalo a uma prisão em Elmira e laboratórios de pesquisa nuclear, tudo aparece adulterado. Essas alterações não são trabalho de um hacker. Desde o 11 de Setembro, o aparato de segurança dos EUA tem feito este tipo de ação na esperança de previnir ataques terroristas.

Combinação de imagens mostra mapa do laboratório atômico Knolls,

disponível no site de buscas Bing (à esquerda) e imagens borradas do

mesmo local na ferramenta de mapas do Google (Foto: AP)

  Logo após os atentados terroristas que deixaram quase 3.000 mortos, a preocupação com possíveis novos alvos fez com que o governo buscasse diminuir a quantidade de informações facilmente acessíveis aos terroristas. As medidas foram tomadas em todo o país com o objetivo de tornar secretas as informações que pudessem servir no planejamento de ataques.

Dados sobre a localização de usinas nucleares, ou as coordenadas de centrais que trabalhassem com produtos químicos perigosos e mapas de tubulamento de gás foram tornados sigilosos. Junto com eles, entretanto, desapareceram da internet dados sobre água potável no Texas, plantas de prédios de Delaware e planos de emergência de prédios públicos de Idaho.

Mapas do aeroporto de Buffalo no Bing (à esquerda) e no Google (direita)

revelam que informações foram apagadas para tornar dados mais sigilosos (Foto: AP)

  O problema, segundo críticos do programa, é que algumas informações importantes para os cidadãos acabaram sendo escondidas juntamente. "Não temos um rei, ou uma classe dominante, que possa decidir nossas políticas de segurança", alegou Steven Aftergood, diretor de um programa da Federação Americana de Cientistas que lida com a questão so sigilo governamental. "Este tipo de segredo está em desacordo com o tipo de sociedade com a qual estamos comprometidos", explicou.        

veja também