MENU

Após ataques à polícia, Jamaica declara estado de emergência

Após ataques à polícia, Jamaica declara estado de emergência

Atualizado: Segunda-feira, 24 Maio de 2010 as 8:21

O governo da Jamaica declarou estado de emergência em regiões de Kingston, capital do país, neste domingo (23) depois de uma série de tiroteios e ataques com bombas a postos de polícia.

As autoridades suspeitam que os ataques tenham sido feitos por simpatizantes do traficante local Christopher "Dudus" Coke, que enfrenta um processo de extradição para os EUA.

O estado de emergência cobre os distritos de West Kingston e St. Andrew, onde homens armados atiraram em dois postos policiais e incendiaram um terceiro.

Ao menos um policial estaria ferido. Ruas no bairro de Tivoli Gardens, onde as autoridades dizem que Coke se esconde, estão repletas de barricadas segundo testemunhas.

O Departamento de Estado dos EUA já criou um alerta de viagem, avisando seus cidadãos da possibilidade de confrontos violentos na região metrpolitana de Kingston. A ilha caribenha é um destino popular para turistas americanos e europeus.

As tensões na Jamaica cresceram durante a semana após o anúncio do Primeiro Ministro Bruce Golding de que iria iniciar o processo de extradição de Coke, que é procurado nos EUA por tráfico de cocaína e de armas.

Procuradores dos EUA descreveram Coke como o líder da "Shower Posse" ("Gangue do Chuveiro", em tradução livre), que matou centenas de pessoas com múltiplos disparos durante as guerras pelo controle do tráfico de cocaína local nos anos 80.

As relações entre Jamaica e os EUA ficaram abaladas quando o país caribenho ignorou um pedido de extradição anterior para Coke, que apóia o partido governista Jamaica Labor Party.

veja também