MENU

Após causar 36 mortes, tufão Megi segue para China

Após causar 36 mortes, tufão Megi segue para China

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 11

O Tufão Megi deixou 24 pessoas desaparecidas e centenas isoladas em Taiwan devido às fortes chuvas. Antes disso, o fenômeno já havia causado a morte de 36 pessoas nas Filipinas. O tufão segue para cidades da província de Fujian, na China, onde deve chegar entre o final desta sexta-feira e início do sábado. "Ele pode trazer a maior concentração de chuvas deste ano e terá um impacto sério na costa da província", afirmou o departamento de Defesa Civil de Fujian.

O Megi é o 13º tufão a atingir a China neste ano, e já é a tempestade mais forte a atingir o noroeste do Pacífico em duas décadas. Projeções do Observatório de Hong Kong mostram que o tufão pode atingir cidades chinesas do sul como Xiamen e Shantou - onde vivem mais de 7 milhões de pessoas. Em Taiwan, 20 turistas chineses e três taiwaneses estavam desaparecidos. No condado de Ilan, no nordeste, chuvas alagaram ruas e uma ferrovia e forçaram o fechamento de dezenas de escolas.

No início desta sexta-feira, a tempestade estava no oeste do ponto mais ao sul de Taiwan, movendo-se para os centros populacionais na costa chinesa. Megi tinha ventos máximos sustentados de 175 km/h, movendo-se a menos de 10 km/h, segundo dados chineses.    

veja também