MENU

Após o confronto ocorrido no estádio egípcio o que sobrou foi sangue por toda parte

O sangue espalhado pelo estádio egípcio

Atualizado: Quinta-feira, 2 Fevereiro de 2012 as 9:25

Sangue é visto nas cadeiras do estádio de Port Said nesta quinta-feira, dia seguinte à tragédia que deixou mais de 70 mortos após uma briga entre torcedores.

Na quarta, o Al-Masry bateu Al-Ahly em casa por 3 a 1 pelo Campeonato Egípcio de futebol.

Segundo testemunhas, fãs do Al-Masry invadiram o gramado com o objetivo de linchar os jogadores do Al-Ahly, que precisaram deixar o local em um helicóptero.

A equipe visitante Al-Ahly foi fundada em 1907, é a mais popular do país e coleciona seis títulos da Liga dos Campeões da África.

Fãs do Al-Ahly foram levados do local da partida à capital egípcia em um avião militar.

Devido à tragédia, que resultou em 74 mortos e 248 feridos, o secretário de segurança de Port Said, Esam Samak, foi demitido do cargo.

veja também