MENU

Após prisão de Strauss-Kahn, EUA dizem ainda confiar no FMI

Após prisão de Strauss-Kahn, EUA dizem ainda confiar no FMI

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 3:07

A Casa Branca afirmou que continua confiante no FMI e em sua habilidade de executar sua missão apesar da prisão do diretor-gerente do organismo, Dominique Strauss-Kahn, disse um porta-voz nesta segunda-feira (16).

"Continuamos confiantes na instituição do FMI", disse Jay Carney, porta-voz da Casa Branca, a bordo do avião presidencial. Carney evitou comentar as acusações, argumentando que a Casa Branca "não quer comentar assuntos legais".

Strauss-Kahn é acusado de tentar abusar sexualmente de uma camareira. Seus advogados afirmaram que ele tem um álibi. A prisão aumentou o nervosismo dos mercados na zona do euro.

veja também