MENU

Após protestos, rei da Jordânia nomeia novo primeiro-ministro

Após protestos, rei da Jordânia nomeia novo primeiro-ministro

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 1:50

O Rei Abdullah II da Jordânia nomeou um novo primeiro-ministro no país nesta terça-feira (1º).

Após protestos de rua e pedidos de vários grupos políticos, Maaruf Bakhit vai substituir Samir Rifai, que renunciou ao cargo, na tarefa de formar um novo gabinete, segundo o palácio real jordaniano.  

O rei pediu a Bakhit, que já foi premiê entre 2005 e 2007, que "tome medidas rápidas e clara para reformas políticas que reflitam nossa visão para reformas gerais modernas que enfatizem nossa ação em favor da democracia". Bakhit, um ex-militar que foi embaixador em Israel (2002) e Turquia (2005), goza de uma grande popularidade na Jordânia e sua nomeação deve acalmar a opinião pública.

Manifestações ocorreram nos últimos dias em Amã contra o custo de vida e a política econômica do governo, depois de protestos semelhantes terem irrompido no Egito, na Tunísia e no Iêmen. Criticado publicamente pela elevação dos preços dos alimentos, Rifai havia anunciado duas semanas atrás aumento de salários para funcionários públicos e militares, numa tentativa de restaurar a calma.

Ao lado do Egito, que enfrenta o oitavo dia de revoltas populares que ameaçam derrubar o governo de 30 anos do presidente Hosni Mubarak, a Jordânia é um dos principais aliados dos EUA no Oriente Médio. A Frente de Ação Islâmica (FAI), principal partido de oposição na Jordânia, disse que, ao contrário do que acontece no Egito, sua formação não exige uma mudança do regime, mas apenas reformas políticas.

veja também