MENU

Após ratificação do Uruguai, Unasul enfim passará a ter vida legal

Após ratificação do Uruguai, Unasul enfim passará a ter vida legal

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 10:17

 Após o Uruguai ratificar na terça-feira, 30, seu tratado constitutivo, a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) enfim passará a ter vida legal, o que lhe dará impulso para se transformar na instituição mais importante da região.

A aprovação da Câmara de Senadores do país, depois da aceitação dos deputados na semana passada, transforma o Uruguai no nono país a ratificar o tratado, alcançando o número necessário para sua entrada em vigor.

Isso significa que dentro de 30 dias, segundo o estabelecido em sua carta magna, a Unasul passará a ser uma entidade jurídica internacional, podendo ter contas correntes, funcionários e edifícios.

A Unasul é a iniciativa de coordenação política mais ambiciosa de uma região historicamente submissa a conflitos entre os diferentes governos, surgida após a estagnação de outros processos de integração, como o Mercosul e a Comunidade Andina de Nações.

Entre as conquistas da Unasul estão, segundo os analistas, a mediação para atenuar as diferenças de Venezuela e Colômbia, no conflito político interno da Bolívia e na revolta no Equador, em 30 de setembro.

Atualmente, o principal desafio dos países-membros para consolidar a entidade é, após a morte de Nestor Kirchner, encontrar um novo secretário-geral.

Não está sendo fácil encontrar um candidato que possa ser consenso entre os governos de direita e de esquerda da região, já que a Unasul avança com base na unanimidade.

Os presidentes do grupo debaterão o tema nesta semana no marco da Cúpula Ibero-Americana, em Mar del Plata, depois de não terem chegado a nenhum candidato formal na reunião da semana passada, em Georgetown, quando a Guiana assumiu a Presidência temporária da instituição.    

veja também