MENU

Após troca do comando dos EUA no Afeganistão, Talibã diz que luta segue

Após troca do comando dos EUA no Afeganistão, Talibã diz que luta segue

Atualizado: Quinta-feira, 24 Junho de 2010 as 9:45

Os talibãs anunciaram nesta quinta-feira (24) que prosseguirão lutando até a retirada das tropas estrangeiras do Afeganistao, independente da substituição do chefe das forças internacionais, o general americano Stanley McChrystal.

''Para nós independe saber quem está no comando, McChrystal ou Petraeus. Nossa postura é clara. Lutaremos contra os invasores até que eles vão embora'', declarou Yusuf Ahmadi, porta-voz dos talibãs, que entrou em contato com a France Presse de um lugar desconhecido.

O presidente Barack Obama anunciou na quarta que a conduta do general Stanley McChrystal como comandante das tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão não se enquadrava nos critérios exigidos para um militar que ocupa um posto tão alto, aceitando sua demissão. A crise ocorreu após o general ter feito declarações consideradas ofensivas ao governo em entrevista a uma revista americana.

O general McChrystal será substituído pelo general David Petraeus, que chefia atualmente as forças americanas no Iraque e Afeganistão.

O govero do presidente afegão, Hamid Karzai, havia pedido publicamente aos Estados Unidos que McChrystal não fosse afastado. ''É vergonhoso. Karzai, o presidente fantoche, pediu ao presidente Obama que mantivesse McChrystal no cargo'', comentou Ahmadi.

A matéria da revista ''Rolling Stone'' mostrou as tensões entre McChrystal e a Casa Branca em um momento em que Washington mobiliza milhares de tropas adicionais na guerra que entra em seu nono ano e os esforços estão voltados para duas ofensivas cruciais contra os talibãs no sul do Afeganistão.

Na reportagem, o militar e seus assessores criticam e ironizam a administração Obama. O general McChrystal apresentou desculpas após a publicação.

veja também