MENU

Arábia Saudita critica ingerências de "certos países" no Egito

Arábia Saudita critica ingerências de "certos países" no Egito

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 4:03

O ministro saudita das Relações Exteriores, príncipe Saud al Faysal, denunciou nesta quinta-feira (10) ingerências de "certos países" nos assuntos internos do Egito.

"O povo do Egito pode cuidar sozinho de seus assuntos", afirmou o ministro, que se declarou surpreso com as ingerências nos assuntos internos do Egito por parte de "alguns países".

Suad al Faysal assegurou igualmente estar chocado que algumas nações "tentem suplantar a vontade do povo egípcio", sem mencionar especificamente nenhum país.

De acordo com várias fontes, o contestado presidente do Egito, Hosni Mubarak, pode renunciar na noite desta quinta-feira.

O premiê do Egito, Ahmed Shafiq, disse à rede britânica BBC que Mubarak poderia renunciar e que a situação no país seria esclarecida em breve.

Mais tarde, na TV estatal, Shafiq disse que nada havia mudado no governo. "Nenhuma decisão foi tomada. Tudo está normal", disse. "Tudo ainda está nas mãos do presidente.

O Exército do Egito deve fazer um comunicado ainda nesta quinta, em que iria cumprir os pedidos dos manifestantes que tomam o Cairo, segundo a BBC.

veja também