MENU

'Assassino do Craigslist' aparece morto em cela nos EUA

'Assassino do Craigslist' aparece morto em cela nos EUA

Atualizado: Segunda-feira, 16 Agosto de 2010 as 10:37

O ex-estudante de medicina Philip Markoff, de 24 anos, conhecido como o "assassino do Craigslist", foi encontrado morto em sua cela neste domingo (15) em Boston, no estado de Massachusetts (EUA), segundo as autoridades americanas.

Markoff estava preso acusado pelo assassinato de Julissa Brisman, uma massagista de 25 anos que havia colocado um anúncio na seção de serviços eróticos do Craigslist, em 14 de abril do ano passado.

Em junho do mesmo ano, ele se declarou inocente de ter cometido o crime e de seis outras acusações de ataques violentos contra mulheres que anunciavam no site.

Parcialmente controlado pelo site de leilões eBay, que comprou uma participação acionária de 25% no site em 2004, o Craigslist é uma espécie de bazar on-line, com classificados para praticamente tudo -- de apartamentos a carros e empregos.

Segundo a polícia, ele usou celulares pré-pagos e endereços de e-mail temporários para marcar sessões com suas vítimas com anúncios no site. Após um golpe na cabeça, Markoff ainda teria atirado em Brisman três vezes, a uma curta distância, em um hotel em Boston.

Sob pressão de 40 estados dos Estados Unidos, o site fechou sua seção de serviços eróticos em 2009, substituindo-a por uma categoria "adulta", onde os anúncios são selecionados individualmente por funcionários do Craigslist.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também