MENU

Ataque a sede da ONU deixa 11 mortos no norte do Afeganistão

Ataque a sede da ONU deixa 11 mortos no norte do Afeganistão

Atualizado: Sexta-feira, 1 Abril de 2011 as 1:37

Onze pessoas morreram nesta sexta-feira (1º) quando centenas de manifestantes atacaram a sede da ONU na cidade de Mazar-i-Sharif (norte do Afeganistão), no que seria um protesto contra a recente queima de um Corão nos Estados Unidos, segundo a polícia.

O general Mohammad Daud Daud, chefe da polícia no norte do país, disse que oito mortos são estrangeiros -cinco deles guardas nepaleses- e três eram manifestantes afegãos. A ONU confirmou que houve mortes entre seus funcionários, mas não citou números.

Cerca de mil manifestantes lotaram as ruas da normalmente pacata cidade após as orações de sexta-feira, e após duas ou três horas de protesto, a violência começou.

Um grupo atacou o escritório da ONU, atirando pedras e escalando barreiras para tentar invadir o local.

Uma fonte policial, que recusou-se a ser identificada porque não tem autorização para falar com a imprensa, disse que os manifestantes atacaram as vítimas dentro do complexo da ONU.

Terry Jones

Na noite de domingo passado, um pastor evangélico americano queimou um exemplar do Corão no interior de sua igreja em Gainesville, Flórida, uma atitude da qual tinha desistido há meses ante as reações do mundo muçulmano.

O pastor Terry Jones celebrou um "julgamento" no interior de sua igreja no qual o livro sagrado dos muçulmanos foi declarado "culpado" de vários delitos, entre eles, assassinato, depois do que executou a condenação: queimou o exemplar.      

veja também