MENU

Ataque aéreo atribuído aos EUA mata 12 pessoas no Paquistão

Ataque aéreo atribuído aos EUA mata 12 pessoas no Paquistão

Atualizado: Quarta-feira, 6 Janeiro de 2010 as 12

Funcionários do setor de inteligência paquistanês disseram que um avião não tripulado, aparentemente dos Estados Unidos, disparou hoje dois mísseis contra uma residência no instável noroeste do Paquistão, perto da fronteira afegã. Pelo menos 12 pessoas morreram.

Os funcionários afirmaram que o ataque ocorreu em Datta Khel, no Waziristão do Norte, uma área da região tribal semiautônoma do Paquistão dominada por grupos militantes, os quais lançam ataques contra as tropas da coalizão no Afeganistão. As fontes pediram anonimato, pois não estavam autorizadas a falar com a imprensa.

Na semana passada, um ataque suicida na mesma área resultou na morte de sete funcionários da CIA (a agência de inteligência norte-americana). A ação, hoje, com aviões não tripulados é a terceira do tipo no Waziristão do Norte desde o ataque contra a CIA.

A rede Haqqani, ligada à Al-Qaeda e que atua na área, é apontada como envolvida em ataques contra as forças de coalizão. A administração do presidente Barack Obama pressiona o governo paquistanês para que combata essa rede, mas o governo afirma que não pode fazer isso agora, por já combater militantes em várias frentes. Em resposta, Washington aumentou o número de ataques com aviões não tripulados perto da fronteira afegã.

Autoridades norte-americanas raramente abordam esses ataques com mísseis. O governo paquistanês publicamente condena essas iniciativas, afirmando que elas são uma violação da soberania do país, mas muitos analistas acreditam que os dois países têm um acordo secreto para permitir essas ações.

Atentado

Pelo menos três membros das forças de segurança morreram e mais de uma dezena de pessoas  ficaram feridas em um ataque suicida registrado hoje na Caxemira paquistanesa, informaram fontes policiais.

O ataque aconteceu na zona de Tararkhal, situada na localidade de Rawala Kot, segundo fontes  policiais citadas por diferentes canais de televisão, que informaram que os feridos já foram  transferidos para o hospital militar da cidade.

veja também