MENU

Ataque deixa pelo menos três mortos no Afeganistão

Ataque deixa pelo menos três mortos no Afeganistão

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 8:19

Três pessoas morreram e várias ficaram feridas nesta sexta-feira em um ataque de um comando taleban contra os escritórios de uma agência de desenvolvimento americana (USAID) na cidade de Kunduz, norte do Afeganistão, informaram fontes oficiais.

Segundo governador de Kunduz, Mohammed Omar, o ataque começou por volta das 3h locais (19h30 de quinta-feira em Brasília).

Dois insurgentes detonaram cargas explosivas na entrada e outros quatro entraram no edifício, onde as forças de segurança mataram dois deles, enquanto os outros continuaram resistindo, segundo a versão do governador.

No entanto, o subdiretor da polícia provincial, Rahim Gül, disse à agência afegã ''AIP'' que o local atacado foi uma casa de hóspedes situada junto a um hotel da cidade.

Gül indicou que suas forças encontraram três corpos de estrangeiros em uma parte do edifício onde estavam trabalhadores da agência de desenvolvimento americano Development Alternatives Inc (DAI), associada à USAID.

O governador Omar disse, no entanto, que até o momento morreram um policial, um guarda de segurança e um estrangeiro.

A ação foi reivindicada por um porta-voz taleban, Zabiula Mujahid, que afirmou à ''AIP'' que o ataque teve participação de seis insurgentes e que um deles fez explodir um carro na entrada do edifício.

As tropas afegãs e internacionais bloquearam os acessos ao local, de acordo com testemunhas citadas pela ''AIP'', que disseram ter escutado tiroteios e explosões duas horas e meia depois do início do ataque.

Em comunicado, a Isaf (Força Internacional de Assistência à Segurança) da Otan confirmou que alguns de seus homens chegaram ao local para controlar a situação e que proporciona cuidados a ''civis feridos'' em uma base próxima.

Este é o segundo ataque desta natureza realizado pelos talebans nos últimos três dias, após uma ação semelhante, embora fracassada, contra o aeroporto e uma base militar em seu interior na cidade oriental afegã de Jalalabad.

Os insurgentes anunciaram em maio o início de uma ofensiva batizada como ''Victoria'', que incluía o propósito de protagonizar ações contra instalações das tropas internacionais e interesses estrangeiros no Afeganistão.

Com 102 soldados mortos, junho foi o mês mais sangrento para as tropas internacionais desde o início da invasão do Afeganistão, em 2001.

Fronteiriça com o Tadjiquistão e tradicionalmente tranquila, a província de Kunduz sofreu uma deterioração da segurança nos últimos meses.

veja também