MENU

Ataque suicida à casa de ministro deixa ao menos sete mortos no Paquistão

Ataque suicida à casa de ministro deixa ao menos sete mortos no Paquistão

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 11:31

Um ataque suicida à casa do ministro de Informação da Província de Khyber-Pakhtunkhwa, no nordeste do Paquistão, deixou ao menos sete mortos nesta segunda-feira.

Informações divulgadas pelo policial local Imran Kishore indicam ainda que o ataque teria deixado ao menos 21 feridos.

De acordo com a imprensa paquistanesa os insurgentes tentaram entrar na residência antes de detonar os explosivos, mas o forte esquema de segurança ao redor da residência fez que as bombas explodissem em frente à casa do ministro Mian Iftikhar Hussain -- conhecido como um crítico aos talebans -- que não estava no local na hora do ataque.

Entre os mortos estão policiais e civis. O ataque ocorreu na localidade de Pabbi, informaram os canais de televisão paquistaneses Dawn e Geo.

Segundo eles, o ministro paquistanês de Interior, Rehman Malik, esteve na cidade pouco antes para dar suas condolências pelo assassinato no sábado do filho de Hussain supostamente por militantes talebans.

Segundo informações divulgadas pela mídia do Paquistão, o rebelde suicida tentou entrar na casa do ministro, protegida por um forte contingente policial após o enterro do jovem assassinado no sábado. Ao ser detido na porta, detonou os explosivos que levava.

A explosão destruiu totalmente três lojas área, que foi isolada pela polícia.

ASSASSINATO

Mian Iftikhar Hussein, membro do Partido Nacional Awami (laico e pashtun) e antigo porta-voz do governo provincial, é considerado o ministro regional mais crítico com os insurgentes talebans e tinha recebido várias ameaças no passado.

No sábado, os insurgentes assassinaram seu único filho, Mian Rashid Hussain, de 27 anos, em Pabbi quando ele passeava com um amigo pela região de Khan Sher Garhi.

Os talebans reivindicaram no domingo o assassinato, condenado pelas principais autoridades políticas do Paquistão, e o funeral aconteceu no mesmo dia em Pabbi, localidade situada cerca de 20 quilômetros ao leste de Peshawar.

veja também