MENU

Ataque taleban a hotel de luxo em Cabul termina com 18 mortos

Ataque taleban a hotel de luxo em Cabul termina com 18 mortos

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 9:44

Após horas de combates, as forças afegãs e da Otan puseram fim nesta quarta-feira ao ataque taleban contra o hotel de luxo Intercontinental em Cabul, no qual ao menos 18 pessoas morreram, entre elas sete insurgentes, informaram fontes oficiais.

O último membro do comando insurgente, que resistia dentro do hotel, foi abatido pela polícia por volta das 6h30 do horário afegão (23h de Brasília), indicou à agência Efe o chefe da unidade criminal de Cabul, Mohammed Zahir.

Os mortos confirmados até o momento são os sete talebans que faziam parte do comando e mais 11 pessoas: dois policiais e nove hóspedes do luxuoso estabelecimento, acrescentou Zahir, que assegurou que entre as vítimas fatais há dois estrangeiros.

De acordo com a fonte, o ataque deixou ainda 12 feridos, mas as forças policiais trabalham com a hipótese de o número de mortos aumentar após o hotel ser vasculhado.

ATAQUE

O ataque taleban ao hotel teve início por volta das 22h de terça-feira (horário local), quando muitos hóspedes estavam jantando.

Uma testemunha, Sayed Hussain, disse à agência France Presse que estava no interior do estabelecimento quando o ataque começou. "Vi cinco ou seis homens à paisana e armados com rifles e começaram a disparar ao entrar", afirmou, perto do local do ataque. "Eu me joguei no chão e pouco depois a polícia chegou", acrescentou.

Segundo Hussain, houve um tiroteio entre a polícia e os homens armados que durou entre 10 e 15 minutos, após o qual foi ouvida uma forte explosão.

Um hóspede do hotel identificado apenas como Jawid disse à Associated Press que o ataque ocorreu enquanto várias pessoas jantavam no restaurante do hotel. Ele diz ter ouvidos tiros em vários pontos do edifício.

Segundo confirmou à Efe um porta-voz da missão da Otan no país --a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês)--, helicópteros da organização participaram da operação e mataram alguns dos insurgentes.

"A força afegã nos pediu apoio e enviamos nossos helicópteros, que detectaram vários dos insurgentes no telhado. Atacamos e matamos, enquanto a força afegã atuava no interior do hotel", explicou o porta-voz militar.

O ataque foi reivindicado na noite de terça-feira pelo porta-voz taleban Zabiullah Mujahid.

Inaugurado em 1969 e localizado em uma colina com vista para a cidade, o Intercontinental é um dos hotéis mais conhecidos e prestigiados de Cabul e costuma hospedar muitos estrangeiros.

RETIRADA DE TROPAS

O ataque ocorre semanas antes da data na qual as tropas estrangeiras pretendem sair do Afeganistão, embora a segurança da capital já esteja sob controle das forças armadas afegãs.

Cerca de 10 mil soldados americanos partirão do Afeganistão neste ano, anunciou o presidente americano, Barack Obama, na semana passada. O fim das operações de combate das forças estrangeiras está previsto para o fim de 2014.

EUA

Os Estados Unidos condenaram "firmemente" o ataque ao hotel e apresentaram condolências aos familiares e amigos das vítimas, segundo um comunicado do departamento de Estado, divulgado na noite de terça-feira.

"Os Estados Unidos condenam o ataque ao hotel Intercontinental, em Cabul, que mostra mais uma vez o desprezo total dos terroristas pela vida humana", destacou o comunicado.

Diante dos indícios de que o ataque deixou mortos, os EUA "expressam suas condolências às famílias e amigos das vítimas do ataque", bem como "seu apoio às forças de segurança afegãs, que se dedicam a trabalhar na segurança do local", acrescentou o comunicado.

Nenhum alto funcionário americano no Afeganistão deixou de atender o chamado, destacou o Departamento de Estado, que indicou ainda não ter informação sobre a presença eventual de cidadãos americanos no hotel.

veja também