MENU

Atentados deixam ao menos dez mortos no Iraque

Atentados deixam ao menos dez mortos no Iraque

Atualizado: Terça-feira, 20 Julho de 2010 as 2:32

Ao menos dez pessoas morreram em dois atentados com carros-bomba no Iraque nesta terça-feira, atingindo uma criança de um ano, civis iraquianos e peregrinos xiitas iranianos, informou o ministério do Interior iraquiano.

O primeiro ataque de insurgentes ocorreu na Província oriental de Diyala, quando um carro-bomba explodiu na principal rua da cidade de Qora Tappa, 120 quilômetros ao norte de Baquba, matando ao menos três pessoas, entre elas um menino de um ano.

A explosão destruiu três casas localizadas na região, segundo a fonte, que não descartou que a apuração final de vítimas seja mais elevada.

O segundo atentado atingiu peregrinos xiitas iranianos quando outro carro-bomba foi detonado numa estrada também na Província de Diyala, matando ao menos sete peregrinos xiitas iranianos que viajam num ônibus.

SUSPENSÃO DE AJUDA INTERNACIONAL

Ainda na segunda-feira (19) o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas alertou que a falta de doadores o obrigou a suspender alguns de seus programas de assistência destinados à população iraquiana.

Em comunicado, a agência da ONU (Organização das Nações Unidas) denunciou que seis meses após o Plano de Ação Humanitária do Iraque (Ihap, na sigla em inglês) ser colocado em andamento, eles só receberam 12% dos fundos necessários dos doadores, ou seja, US$ 22,3 milhões dos US$ 187,7 milhões requeridos.

O representante para o Iraque do Programa Mundial de Alimentos (PMA), Edward Kallon, explicou na nota que "a distribuição de alimentos para 800 mil mulheres grávidas, lactantes e crianças desnutridas teve que ser suspensa".

A coordenadora humanitária para o Iraque, Christine McNab, fez uma chamada aos doadores "para que não renunciem a seu compromisso com o povo iraquiano e ajudem a melhorar o caminho para o futuro desenvolvimento do país".

No princípio de 2010, oito agências da ONU, sete ONGs e a Organização Internacional de Migrações elaboraram o Plano de Ação Humanitária do Iraque para abordar as necessidades humanitárias das pessoas mais vulneráveis no país árabe.

veja também