MENU

Ativistas denunciam 150 prisões e uma morte por tortura na Síria

Ativistas denunciam 150 prisões e uma morte por tortura na Síria

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 10:24

Uma pessoa morreu vítima de torturas no oeste da Síria e mais de 150 foram detidas nas últimas 24 horas em Harasta, perto de Damasco, indicou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Um jovem de 28 anos, preso há uma semana em Jan Shehun (oeste), morreu nesta quarta-feira na localidade após ser torturado, segundo esta fonte.     Além disso, forças militares e de segurança cercaram Harasta na terça-feira e detiveram 120 pessoas. Outras 37 prisões ocorreram na manhã desta quarta-feira.

Por sua vez, várias manifestações noturnas contra o regime foram convocadas na noite de terça-feira em várias localidades sírias, de acordo com testemunhas.

Países europeus apresentaram na terça-feira no Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução que impõe novas sanções à Síria, e afeta em particular o presidente Bashar al Assad, segundo fontes diplomáticas.          

veja também