MENU

Atriz quer processar TV por abuso de ator que fazia seu pai em série

Atriz quer processar TV por abuso de ator que fazia seu pai em série

Atualizado: Quarta-feira, 9 Março de 2011 as 11:31

Uma atriz australiana está ameaçando processar executivos de uma rede de televisão alegando ter sido abusada sexualmente quando era criança pelo ator que fazia o papel de seu pai em uma série.

Sarah Monahan, que se tornou uma estrela infantil nos anos 80 com a série 'Hey Dad!', do canal Seven Network, acusa o produtor da série de ter tido conhecimento dos abusos e ainda assim evitado tomar providências para evitar os crimes.

'Havia muita gente que sabia, e muita gente que tinha o poder de parar (o abuso), e muita gente que precisa aprender lições', disse a atriz ao programa 'A Current Affair', do canal Nine Network, a maior concorrente da emissora acusada.

O caso surgiu há cerca de um ano, quando a atriz, que hoje tem 33 anos e vive nos EUA, veio a público falar da história. O acusado é o ator Robert Hughes, que fazia o papel de pai da menina na série.

Sarah Monahan alega que Hughes costumava tocá-la de maneira inapropriada, passando a mão em suas nádegas e seios, sobretudo nas várias vezes em que ela sentava no colo dele, no ar ou fora do ar. Na entrevista, a atriz disse que, quando estavam sós, o ator tinha o costume de abaixar as calças e exibir-lhe a genitália.

A série foi exibida na Austrália entre 1987 e 1994 e vendida para mais de vinte países.

Hughes, que hoje vive em Cingapura, nega todas as acusações e diz que o caso está nas mãos de seus advogados. 'Quero que ele seja acusado. Ele não pode escapar da Justiça. Precisa saber que é invencível, não está acima da lei, e não pode simplesmente fazer o que quiser', declarou Sarah ao programa.

O caso está sendo investigado pela polícia australiana, que já ouviu mais de cem pessoas desde o início do inquérito.

Desde então, duas outras mulheres vieram a público acusar Hughes de crimes semelhantes e um ator da série revelou ter comunicado suas suspeitas de 'comportamento inapropriado' no set de filmagens.

O produtor da série, Gary Reilly, que está no centro das acusações de que o canal se omitiu de tomar providências, alega ter sabido do caso pela TV.    

veja também