MENU

Avalanche deixa ao menos 157 mortos no Afeganistão

Avalanche deixa ao menos 157 mortos no Afeganistão

Atualizado: Quarta-feira, 10 Fevereiro de 2010 as 12

Ao menos 157 pessoas morreram depois que uma série de avalanches atingiram a região norte do Afeganistão, informou nesta quarta-feira, dia 10, o governo.

Até agora, as equipes de resgate recolheram 157 corpos sob a massa de neve que soterrou a passagem setentrional de Salang, a principal via que liga Cabul às Províncias do norte, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Zemarai Bashari, citado pela agência AIP.

O governador da Província de Parwan, Abdul Basir Salangi, afirmou á agência de notícias France Presse que outras 84 pessoas ficaram feridas nas avalanches. Salangi eleva o número de vítimas a 160.

As equipes de resgate mantêm a busca por sobreviventes na passagem, mas temem que dezenas de soterrados não tenham sobrevivido a três dias sob intenso frio.

"As operações de resgate ainda estão sendo realizadas e o número de mortos pode aumentar a medida que retiramos dezenas de outros corpos congelados", disse o general Mohammad Rajab à agência de notícias Reuters. "Há muitos carros que foram soterrados por avalanches e nós tentaremos resgatar qualquer um ainda vivo".

Uma equipe de reportagem da agência Reuters foi ao local e relatou ter visto sobreviventes dentro de um ônibus de passageiros, gritando por ajuda.

O ministro de Defesa afegão, Abdul Rahim Wardak, disse que 3.000 pessoas ficaram presas nos veículos ao longo da passagem. Mais de 2.500 foram resgatadas e muitas ainda estão soterradas sob a neve.

Quase mil soldados afegãos foram ao local para ajudar a cavar. A coalizão internacional colocou quatro helicópteros à disposição, enquanto o Exército afegão enviou outros dois aparelhos, ambulâncias e escavadeiras.

Helicópteros militares lançaram pacotes de comida para pessoas que ficaram ilhadas em estradas bloqueadas pela neve, informou o porta-voz do Ministério do Interior, Zemerai Bashary. Cerca de 300 carros e ônibus ficaram presos em estradas na área montanhosa.

Em um comunicado, o presidente afegão, Hamid Karzai, ordenou que os ministérios da Defesa, dos Serviços Públicos e de Controle de Desastres usem "todos os meios possíveis" para desbloquear as estradas e resgatar os que ficaram presos devido às fortes nevascas.

Ele também expressou suas condolências às famílias dos mortos e feridos nas avalanches.

As avalanches tiveram início nesta segunda-feira, depois que fortes tempestades de neve atingiram a passagem de Salang, de cerca de 2,6 km.

veja também