MENU

Avião militar bombardeia cidade tomada por rebeldes na Líbia

Avião militar bombardeia cidade tomada por rebeldes na Líbia

Atualizado: Quarta-feira, 2 Março de 2011 as 3:19

Um caça disparou dois mísseis nesta quarta-feira (2) contra uma praça da cidade portuária líbia de Brega, onde rebeldes comemoravam sua vitória sobre as tropas leias ao ditador Muammar Kadhafi, informou um jornalista da France Presse que está no local.

O ataque não causou vítimas, mas abriu duas crateras de cerca de 20 metros na praça junto à universidade da cidade, a cerca de dois quilômetros do terminal de exportação de petróleo local.

Momentos antes, dezenas de pessoas se reuniram nesta praça para comemorar a vitória recente contra os homens leais a Kadhafi.     Os rebeldes procuraram refúgio e responderam ao ataque disparando contra o jato aos gritos de "Allahu Akhbar" (Alá é grande). Os rebeldes antigoverno haviam recuperado o controle da cidade nesta quarta, depois de uma ofensiva das forças de Kadhafi, informaram fontes ligadas aos opositores em Ajdabiya (160 km ao oeste de Benghazi) e também a rede Al Jazeera. Forças leais a Kadhafi pareciam reagir aos rebeldes, que dominam o leste do país e avançam em direção à capital, Trípoli. Em discurso, o coronel prometeu mais uma vez resistir até a última gota de sangue.     O Conselho Nacional Líbio, que congrega os rebeldes, denunciou que Kadhafi está sendo ajudado por "mercenários" e pediu que países estrangeiros bombardeiem as forças leais ao ditador.

Pressões

Também crescem as pressões diplomáticas e militares sobre o ditador, no poder desde 1969. Nesta terça, a Assembleia Geral da ONU decidiu suspender a Líbia do Conselho de Direitos Humanos da entidade. A decisão foi unânime.

O Pentágono também anunciou que está aproximando dos navios militares anfíbios da costa líbia. A princípio, o objetivo das centenas de fuzileiros é ajudar em operações humanitárias, segundo a Defesa dos EUA, mas a opção militar ainda está na mesa.

Bens na Espanha

O governo de José Luis Rodríguez Zapatero congelará os bens mantidos pelo regimede Kadhafi, na Espanha. Os bens do ditador na Espanha consistem essencialmente de um terreno na província de Málaga (sul), propriedade de uma entidade pertencente ao Banco Central líbio.    

veja também