MENU

Batasuna cria partido que rejeita violência do ETA

Batasuna cria partido que rejeita violência do ETA

Atualizado: Segunda-feira, 7 Fevereiro de 2011 as 9:40

O partido separatista basco Batasuna, considerado o braço político do ETA, apresentou nesta segunda-feira um novo partido, que rejeita pela primeira vez a violência do grupo armado separatista, com a esperança de disputar as eleições na Espanha.

"O novo partido rejeita a violência ou a ameaça de qualquer forma e se opõe ao uso da violência", afirmou Rufi Etxeberria, dirigente histórico do Batasuna, durante a apresentação de um novo movimiento político em Bilbao (norte da Espanha). "A nova organização política não justifica nem ampara o uso da violência, sejam quem quer que a utilize", completou.

O Batasuna, proscrito desde 2003 pela justiça espanhola em consequência dos vínculos com o ETA, cujos atentados jamais condenou expressamente, espera assim voltar à legalidade e poder disputar as eleições locais de maio.

O ETA, considerado responsável pela morte de 829 pessoas em mais de 40 anos de violência para tentar obter a independência basca, anunciou em 10 de janeiro uma trégua "permanente".    

veja também