MENU

Berlusconi sofre derrota em eleições parlamentares italianas

Berlusconi sofre derrota em eleições parlamentares italianas

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2011 as 1:49

Silvio Berlusconi espera pelo presidente da Assembleia Geral da ONU, Joseph Deiss, em Roma, nesta terça (17) (Foto: Alessandro Bianchi /Reuters)

  O resultado das eleições locais desta semana representou um golpe no primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, descrito como 'surpreso e entristecido' depois que seu bloco de centro-direita foi forçado a um segundo turno em seu tradicional reduto em Milão.

Berlusconi, envolvido em um escândalo sexual e enfrentando três julgamentos por corrupção, fez campanha em ritmo frenético para tornar o pleito um voto em si mesmo e em suas políticas.

Mas tanto o partido PDL de Berlusconi quanto seus aliados da Liga Norte se saíram mal no primeiro turno da votação de domingo e segunda-feira em 1.310 cidades e 11 províncias. As eleições foram vistas como um teste-chave para o premiê no meio do mandato.

Letizia Moratti, prefeita de centro-direita de Milão e candidata de Berlusconi, obteve 41,6 por cento dos votos contra 48 por cento de seu rival Giuliano Pisapia, dando à esquerda a chance de conquistar a capital financeira da Itália pela primeira vez em quase 20 anos no segundo turno daqui a duas semanas.

'Milão dá as costas a Berlusconi' e 'Choque para Berlusconi em Milão' foram algumas das manchetes de jornais italianos nesta terça-feira.

Muitos analistas descreveram o resultado de Milão após duas décadas de domínio da centro-direita como extraordinário, embora Moratti ainda tenha chance de reconquistar a cidade.

'O segundo turno em Milão não humilha a prefeita demissionária tanto quando humilha Silvio Berlusconi ...que recebe um tapa na cara como pessoa e político', escreveu Massimo Franco no diário Corriere Della Sera.

Milão é a cidade natal de Berlusconi, onde construiu sua fortuna nos negócios e deslanchou sua carreira política.

Popularidade minada

A votação confirmou pesquisas de opinião mostrando que a popularidade de Berlusconi foi minada pelo escândalo sexual, três julgamentos por corrupção e fraude fiscal e uma economia claudicante.

'Ele está entristecido, surpreso e entristecido. Não esperava um resultado como este', disseram os assessores do premiê à agência de notícias italiana ANSA.

A Liga Norte, anti-imigrante e pró-deportações, se saiu pior do que o esperado em sua própria vizinhança - um fator que deve complicar as relações já tensas com Berlusconi.

A mídia relatou que o líder da Liga Norte, Umberto Bossi, se queixou de que seu partido sofreu por culpa dos esforços de Berlusconi para aprovar leis que o salvam de processos penais.

A centro-esquerda venceu em Turim e obteve uma vitória no primeiro turno em seu bastião na Bolonha, enquanto o PDL de Berlusconi liderou em Nápoles, que também terá um segundo turno em quinze dias.

'O vento no norte está soprando contra o PDL e a Liga', disse Pierluigi Bersani, líder do maior partido de oposição.        

veja também