MENU

Braço da al-Qaeda reivindica ataque que matou 24 policiais no Iraque

Braço da al-Qaeda reivindica ataque que matou 24 policiais no Iraque

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 2:54

O ISI, braço iraquiano da rede terrorista da al-Qaeda, assumiu a autoria do atentado suicida executado na última quinta contra uma delegacia da polícia em Hilla, ao sul de Bagdá, no qual morreram 24 policiais, informou nesta segunda-feira (9) o SITE, Centro Americano de Vigilância dos portais islâmicos na internet.

"O Estado Islâmico do Iraque (ISI), filiado à al-Qaeda, reivindica a responsabilidade pelo atentado suicida com bomba perpetrado em 5 de maio na cidade de Hilla, na província iraquiana de Babilônia, em um comunicado publicado em fóruns jihadistas" nesta segunda-feira, indicou o SITE.

Vinte e quatro policiais, entre eles cinco capitães e dois tenentes, morreram e 72 ficaram feridos no ataque, executado com carro-bomba em Hilla, cidade situada 95 km ao sul de Bagdá, segundo fontes hospitalares.

O ataque ocorreu três dias após o anúncio da morte de Osama bin Laden , líder e fundador da al-Qaeda, em uma operação militar americana no Paquistão.

Imagem feita com telefone celular mostra carro destruído pela explosão nesta quinta-feira (5) na cidade iraquiana de Hilla (Foto: AP)      

veja também