MENU

Brasileiro sai na frente em eleição para novo diretor-geral da FAO

Brasileiro sai na frente em eleição para novo diretor-geral da FAO

Atualizado: Domingo, 26 Junho de 2011 as 9:05

Graziano durante reunião da FAO na véspera

da eleição (Foto: AFP)

  O atual subdiretor da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, da sigla em inglês) e ex-ministro do governo Lula, José Graziano da Silva, conseguiu sair em vantagem na primeira votação para eleger o novo diretor-geral da organização neste domingo (26).

Com o apoio de 77 países, ele ficou cinco votos à frente de Miguel Ángel Moratinos, ministro do Exterior da Espanha, mas esta foi apenas a primeira ronda do pleito. Novas votações estão sendo realizadas até que um dos candidatos consiga a maioria absoluta do quórum, equivalente a 90 votos.

Graziano, agrônomo, professor e escritor, foi ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome enquanto a pasta existiu, entre 2003 e 2004, no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente. Ele coordenou o programa "Fome Zero" em seu início.

A FAO elegerá o substituto do senegalês Jacques Diouf no comando. Ele está à frente da organização internacional desde 1994, eleito a três mandatos seguidos de seis anos cada.

O futuro diretor geral terá que enfrentar um dos maiores desafios da Humanidade em sua tentativa de aumentar a produção de alimentos sem degradar o meio ambiente, com o objetivo de alimentar 9 bilhões de pessoas até 2050.

No total, seis candidatos -os outros são Franz Fischler (Áustria), Indroyono Soesilo (Indonésia), Mohammad Saeid Noori Naeini (Irã), Abdul Latif Rashid (Iraque)- apresentaram em abril, na sede central da entidade, seus programas de trabalho aos ministros e representantes dos 191 países membros.

A 37ª conferência da organização tem a participação de 179 países.          

veja também