MENU

Brasileiros relatam medo após terremoto no Japão

Brasileiros relatam medo após terremoto no Japão

Atualizado: Terça-feira, 11 Agosto de 2009 as 12

Dois terremotos com intervalo de pouco mais de uma hora atingiram o Japão e a Índia nesta terça-feira (11), gerando pânico entre os moradores. No Japão, estradas foram danificadas e o portal de um templo xintoísta foi rachado. Os trens-bala pararam de funcionar e duas usinas atômicas foram paralisadas. Mais de cem pessoas ficaram feridas.

O epicentro foi na Baía de Suruga. Quatro cidades foram as mais atingidas, onde moram mais de quatro mil brasileiros. Alguns contam que correram para a rua na hora do tremor. A casa de uma família brasileira sofreu rachaduras. Eles terão que se mudar, porque não é mais seguro ficar ali. ''A primeira reação foi sair correndo, foi feio. Tenho 12 anos de Japão e foi a primeira vez que peguei um terremoto forte assim'', conta o operário Veríssimo Rocha.

O terremoto foi sentido em Tóquio, que fica a 200 quilômetros de distância do epicentro. Durante alguns segundos, a cidade inteira tremeu. Mas os prédios são preparados para resistir aos tremores, por isso não houve destruição.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico cancelou os alertas de tsunamis que haviam sido declarados por conta de fortes terremotos na Índia e no Japão. Pouco após os tremores, a agência chegou ao risco de nível 3, de um total de 4 níveis.

Terremotos são comuns no Japão, uma das áreas de maiores atividades sísmicas do mundo. O país responde a cerca de 20% dos terremotos registrados no mundo de magnitude de 6 graus ou mais.

Índia

Um tremor de magnitude 7,6 foi registrado nas ilhas Andaman, na Índia, e chegou a gerar alerta para risco de ondas gigantes em Mianmar, na Indonésia, na Tailândia e em Bangladesh. A medição inicial do tremor, segundo a autoridade geológica dos Estados Unidos (USGS), foi de 7,7, e seu epicentro foi a 33 km de profundidade e a 260 km ao norte de Port Blair, nas ilhas Andaman.

Pouco após o terremoto, a Indonésia disse não ter nenhum registro de tsunami, e o alerta de fato foi cancelado algum tempo depois.

veja também