MENU

Britânica encontra carta escrita por Henrique 8º no século 16

Britânica encontra carta escrita por Henrique 8º no século 16

Atualizado: Terça-feira, 6 Março de 2012 as 8:10

BBC Brasil

Documento assinado por rei e certidão anunciado nascimento de seu filho foram descobertos em casa histórica do século 17

selo

Uma carta escrita pelo rei Henrique 8º e um documento anunciando o nascimento de seu único filho foram encontrados no noroeste da Inglaterra e estão expostos na região de Manchester. 

 

 

Documento encontrado será exposto como parte das comemorações do ano do Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth 2ª

Foto: National Trust

Os documentos, que datam do meio do século 16, foram descobertos em uma casa histórica do século 17, a Dunham Massey. A administradora do local, Katie Taylor, encontrou os papéis em um arquivo de cartas. Especialistas já confirmaram a autenticidade dos documentos.

 

Monarquia: Elizabeth 2ª completa 60 anos no trono britânico

A carta e o documento são para George Booth, avô de sir George Booth, que construiu a casa no século 17. A carta é de 1543 e é um pedido do rei Henrique 8º para que os proprietários de terras recrutem soldados junto aos seus inquilinos para lutar contra os escoceses.

O documento, escrito em nome de Jane Seymour, uma das mulheres de Henrique 8º, anuncia o nascimento do único herdeiro do rei, o futuro rei Eduardo 6º. A rainha Jane, terceira esposa do rei, morreu devido a complicações do parto menos de duas semanas depois do nascimento do filho.

Henrique 8º teve seis esposas e um de seus divórcios, de Catarina de Aragão, para que ele pudesse se casar com Ana Bolena, causou o cisma entre os anglicanos e a Igreja Católica, em 1534.

Assinaturas

Katie Taylor disse ter encontrado os documentos cuidadosamente arquivados na mansão antiga. "Estava examinando as cartas no arquivo, e essas duas assinaturas chamaram minha atenção", disse. "Eu tinha quase certeza de que uma era assinada pelo rei Henrique 8º, e a outra, escrita em nome da rainha Jane Seymour."

"Cada uma das cartas foi escrita em um papel muito grosso e pesado, e ambas foram mantidas prensadas e arquivadas cuidadosamente", acrescentou.

Os documentos estão expostos na região de Manchester como parte das comemorações do ano do Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth 2ª.


Continue lendo...

veja também