MENU

Candidato da oposição vence debate na Espanha, segundo pesquisas

Candidato da oposição vence debate na Espanha, segundo pesquisas

Atualizado: Terça-feira, 8 Novembro de 2011 as 10:27

O líder da oposição espanhola de centro-direita, Mariano Rajoy, do Partido Popular, venceu o debate transmitido na noite de segunda-feira (7) pela TV, segundo as pesquisas, reforçando seu favoritismo para a eleição do próximo dia 20.

O desemprego de 21,5% e a crise na zona do euro marcaram o debate entre Rajoy e o candidato socialista, Alfredo Pérez Rubalcaba, que acusou seu rival de ser uma ameaça ao Estado do bem-estar social. Esse foi o único debate programado na campanha.

Na pesquisa publicada pelo jornal 'El Mundo', Rajoy foi apontado o vencedor por pouco mais da metade dos entrevistados. Na do 'El País', o conservador apareceu com 46% das preferências, contra 41% do socialista.

Rajoy criticou o comando econômico do atual governo, mas não explicou como pretende reduzir o desemprego e o déficit público.

Mariano Rajoy (direita) cumprimenta o rival socialista Alfredo Perez Rubalcaba

durante o debate (Foto: Arturo Rodriguez/AP) Alguns analistas dizem que a Espanha corre o risco de entrar em recessão no ano que vem. Uma charge publicada no El Mundo ilustrou como a crise na zona do euro, que já derrubou o governo grego e ameaça avançar para a Itália, irá dominar a agenda do futuro primeiro-ministro. "Depois de ver o debate, quem você acha que irá comandar a política espanhola nos próximos anos?", pergunta um homem à esposa. 'Angela Merkel', responde ela, aludindo à chanceler (primeira-ministra) alemã.

O PP tem vantagem de 17 pontos porcentuais nas intenções de votos sobre o PSOE (socialistas), segundo duas pesquisas. Por isso, a única esperança de Rubalcaba era provocar medo em torno dos planos econômicos de Rajoy, numa tentativa de evitar que ele forme maioria absoluta no Parlamento.

"Se o senhor disser às pessoas os planos que tem na sua cabeça, nem mesmo os membros do seu partido irão votar no senhor", disse Rubalcaba, acusando Rajoy de não detalhar os cortes orçamentários que pretende realizar.

No debate, visto por 12 milhões de pessoas, Rajoy prometeu não congelar as pensões, mas não explicou onde fará cortes.

Rubalcaba, ex-ministro do Interior, disse que, se for eleito premiê, será cauteloso nos cortes de gastos e buscará formas de estimular a economia taxando os ricos. Mas ele teve dificuldades para se diferenciar do impopular primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero, de cujo governo participou por sete anos. "Há 5 milhões de espanhóis que querem trabalhar e não podem", repetiu Rajoy várias vezes no debate. O desemprego na Espanha é o maior da União Europeia.

O debate não incluiu candidatos de partidos menores, como o Esquerda Unida, e o formato, sem perguntas do moderador, o conhecido jornalista Manuel Campo Vidal, deixou pouco espaço para surpresas.

Rajoy, que perdeu duas eleições para Zapatero, é visto como um político sem carisma, mas sua campanha tem se beneficiado dos erros do PSOE.          

veja também