MENU

Chávez diz que dará resposta radical a 'tentativas de golpe de Estado'

Chávez diz que dará resposta radical a 'tentativas de golpe de Estado'

Atualizado: Sexta-feira, 29 Janeiro de 2010 as 12

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, advertiu nesta quinta-feira, dia 28, que dará uma resposta "radical" a quem tentar um golpe de Estado, afirmando "que há grupos" que estão fazendo contato com militares ativos para preparar um plano de "desestabilização".

"Há grupos que estão chamando militares ativos, incitando-os. Recomendo que não o façam porque, juro, minha resposta será radical", advertiu Chávez em um discurso transmitido em rede obrigatória de rádio e televisão.

Segundo Chávez, seus opositores estão encorajando protestos, principalmente de estudantes, para desestabilizar seu governo e "convocar a rebelião", com o objetivo de reeditar o golpe de Estado que em abril de 2002 o tirou do poder por três dias.

"Vou reforçar minha advertência. Esqueçam que as Forças Armadas vão apoiar um golpe de Estado na Venezuela", insistiu, garantindo que ele não é o mesmo Chávez de 2002.

"Querem me testar? Sigam por esse caminho e conseguirão. Aceito os desafios e me submeto a qualquer prova de fogo", enfatizou.

O governo de Chávez, no poder desde 1999, vem enfrentando nos últimos dias muitos protestos pela retirada do ar da emissora RCTV, que operava a cabo após não ter sua frequência de sinal aberta renovada pelo governo em 2007.

Mas os protestos ocorrem por outros motivos, como as altas taxas de violência e homicídios que atingem o país, os cortes de abastecimento de água e luz e uma inflação de mais de 25%, a mais alta da região.

"Hoje é impossível um golpe de direita na Venezuela", considerou Chávez, garantindo que "se o obrigarem" está disposto a comandar uma revolução de esquerda.

"Mas prefiro que as coisas sigam se desenvolvendo do modo como estão", falou.

veja também