MENU

Chefe militar diz que Chávez deve voltar "em breve" para a Venezuela

Chefe militar diz que Chávez deve voltar "em breve" para a Venezuela

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2011 as 10:37

O chefe militar venezuelano, o general Henry Rangel Silva, disse nesta sexta-feira (1º), numa entrevista para a TV estatal, que a nação está calma após o anúncio do presidente Hugo Chávez de que foi operado de um tumor em Cuba, e que as forças armadas garantirão o cumprimento da Constituição. Segundo a agência de notícias Reuters, ele disse que o presidente se recupera de maneira 'satisfatória' e deve voltar em breve ao país. Silva ainda disse que Chávez controla a nação dando ordens de Cuba.

Na noite desta quinta, o vice-presidente venezuelano, Elías Jaua, pediu aos partidários do governo "unidade e máxima disciplina" para defender o projeto político de Hugo Chávez. "Unidade é o que se requer neste momento", declarou Jaua ao lado de todo o gabinete ministerial após o discurso do presidente.

"A todas as forças revolucionárias do país, a todos os movimentos sociais que acompanham o projeto da revolução bolivariana liderado pelo presidente Chávez, pedimos a unidade, a máxima disciplina, a coordenação de todas as ações necessárias para levar adiante as políticas revolucionárias", completou o vice-presidente.

De acordo com Jaua, a orientação do presidente é seguir avançando na transformação "para a sociedade socialista".

Chávez, de 56 anos e no poder desde 1999, admitiu na quinta-feira, em mensagem à nação, que retirou um tumor canceroso em cirurgia realizada em Havana, destacando que se recupera favoravelmente e tem plena esperança na cura.

"Os estudos confirmaram a existência de um tumor com a presença de células cancerosas, o que exigiu uma necessária segunda intervenção, que permitiu a extração total do tumor", explicou o presidente em um emocionado discurso, no qual manifestou sua esperança na plena recuperação.

Chávez, que está em Havana há três semanas, revelou que foi submetido a duas cirurgias: uma devido a um abscesso pélvico, da qual o povo venezuelano foi informado, e outra posterior, para retirar o tumor, ao que parece também situado na mesma região.

O vice-presidente declarou que no governo todos estão "profundamente otimistas" sobre o resultado do tratamento de Chávez. Apesar do tratamento, Chávez não delegou temporariamente os poderes ao vice-presidente e governa o país a partir de Cuba.

veja também