MENU

China alerta EUA após encontro de políticos com Dalai Lama

China alerta EUA após encontro de políticos com Dalai Lama

Atualizado: Sábado, 9 Julho de 2011 as 11:30

A China alertou os Estados Unidos para que não interfiram em seus assuntos internos depois que importantes políticos norte-americanos se encontraram, em Washington, com o líder espiritual tibetano exilado Dalai Lama, um homem que Pequim considera um separatista.

'Os assuntos do Tibet são questões chinesas puramente internas, e a China absolutamente se opõe que qualquer país ou qualquer pessoa interfira nos assuntos internos chineses no assunto do Tibet', afirmou o ministro das Relações Exteriores, Hong Lei.

'As palavras e ações do Dalai Lama nas últimas décadas mostram que ele não é apenas uma figura religiosa, mas um exilado político que há tempos se dedica a atividades para dividir a China com o pretexto da religião', acrescentou Hong.

'A China exorta importantes legisladores dos EUA que parem de ser coniventes e apoiar as atividades separatistas anti-chinesas do grupo do Dalai Lama', afirmou o chanceler em um curto comunicado.

O Departamento de Estado norte-americano afirmou que o Dalai Lama se encontrou na quarta-feira com a subsecretária de Estado para a Democracia e Assuntos Globais, Maria Otero, mas que não ficou decidido se ele teria encontros com figuras mais importantes.

Na quinta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, a líder democrata Nancy Pelosi e outros importantes parlamentares norte-americanos também se reuniram com o Dalai Lama, vencedor do Prêmio Nobel da Paz.  

veja também