MENU

Chirac será julgado por empregos fantasmas

Chirac será julgado por empregos fantasmas

Atualizado: Sexta-feira, 30 Outubro de 2009 as 12

O ex-presidente francês Jacques Chirac perdeu a imunidade ao deixar o governo ao sucessor Nicolas Sarkozy; o fato de um ex-presidente ser processado é algo inédito na França.

O ex-presidente francês Jacques Chirac terá que comparecer ao Tribunal Correcional de Paris por um caso de empregos fictícios no município de Paris quando era prefeito, um fato inédito para um ex-chefe de Estado na França.

O ex-presidente (1995-2007), que no mesmo caso foi liberado da acusação de falsificação de documento público, segundo assessores, está ''sereno e decidido a provar que não houve empregos fictícios'', informou a equipe de Chirac.

Jacques Chirac, 76 anos, que gozou de 12 anos de imunidade presidencial, protegido portanto de ações judiciais, passou a ser um cidadão comum quando encerrou o mandato em meados de 2007 e o governo passou a seu sucessor, Nicolas Sarkozy.

Sem imunidade

Em novembro de 2007 Chirac foi indiciado por ''desvio de fundos públicos'' e ''abuso de confiança'' no caso de ''empregos de favor'' com salários supostamente pagos indevidamente pelo gabinete do prefeito de Paris, cargo ocupado por Chirac de 1977 a 1995.

A juíza Xavière Siméoni cita 35 empregos supostamente fictícios em um período que vai de 1983 a 1998, ou seja, do início do segundo mandato de Chirac na prefeitura da capital até os primeiros anos de seu sucessor Jean Tiberi.

Chirac foi colocado a disposição do tribunal correcional de Paris por 21 supostos empregos fictícios, segundo sua equipe.

Nove pessoas deverão comparecer ao tribunal, que julga crimes penais. Outras nove foram liberadas, segundo uma fonte judicial.

veja também