MENU

Chuvas dificultam resgate de corpos após queda de avião no Paquistão

Chuvas dificultam resgate de corpos após queda de avião no Paquistão

Atualizado: Quinta-feira, 29 Julho de 2010 as 11:21

Fortes chuvas de monções prejudicam os esforços para tentar recuperar corpos e encontrar destroços no local da queda de um Airbus 321, em uma região montanhosa próxima a Islamabad, no Paquistão.

O acidente ocorrido nesta quarta-feira (28) matou todos a bordo, 152 pessoas. O voo da empresa AirBlue fazia a rota Karachi-Islamabad. 

Segundo afirmou à agência de notícias Reuters o inspetor-geral da polícia de Islamabad, Bin Yameen, a operação de resgate de corpos foi dificultada por causa das chuvas. "Estamos esperando as chuvas pararem. Neste tempo, helicópteros não podem voar e funcionários não se locomovem facilmente."

De acordo com uma reportagem da agência Associated Press, parentes de vítimas desesperados se juntaram às equipes de resgate para procurar os restos dos corpos na mata.

Investigadores analisam as causas do acidente, disse o oficial da Administração de Aviação Civil Ayaz Jadoon. "Eles analisarão registros e documentos, embora não possam subir por causa do mau tempo", disse ele, acrescentando que o gravador de dados da aeronave ainda precisa ser encontrado. Acredita-se que o nevoeiro e as fortes chuvas tenham atrapalhado o voo.

Uma autoridade do governo afirmou que as equipes de resgate haviam conseguido recuperar 115 corpos durante o dia de ontem de buscas. O governo declarou esta quinta-feira como dia de luto nacional em homenagem às vítimas.

O ministro do Interior paquistanês, Rehman Malik, confirmou nesta quarta que os 152 ocupantes da aeronave - 146 passageiros e seis membros da tripulação - morreram no acidente , a pior tragédia aérea da história do país. Um funcionário da embaixada dos EUA disse que dois americanos estariam entre as vítimas.

A AirBlue começou a operar em 2004 com rotas domésticas e voos para os Emirados Árabes Unidos, Omã e Manchester, na Inglaterra. O porta-voz da companhia informou que esse foi o primeiro acidente da empresa.

veja também