MENU

Com receio de tremores na Espanha, multidão passa madrugada nas ruas

Com receio de tremores na Espanha, multidão passa madrugada nas ruas

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 11:15

Com receio de novos tremores na Espanha, uma multidão não ficou em casa e passou a madrugada desta quinta-feira (12) nas ruas de Lorca, cidade histórica do sudeste do país mais afetada pelo terremoto de magnitude 5,1 desta quarta (11).

Com tanta gente nas ruas de Lorca ao longo da madrugada, ambulâncias e equipes com enfermeiros, médicos e assistentes sociais também passaram a noite atendendo pessoas que passaram mal, carentes ou em crise nervosa com receio de novos tremores. (Foto: Alberto Saiz / AP Photo)

  Com muita gente nas ruas, as autoridades deslocaram ambulâncias, enfermeiros, médicos e assistentes sociais para dar suporte aos que preferiram dormir ou ficar fora de casa.

Multidão não quis ficar em casa durante a madrugada desta quinta-feira (12) em Lorca, na Espanha. (Foto: Alberto Saiz / AP Photo)

  Oito pessoas morreram vítimas do tremor do final da tarde e ao menos duas ficaram feridas com gravidade, segundo informe divulgado pelo governo espanhol. Dez mil estão desabrigados ou foram desalojados. As vítimas estavam em Lorca, município que remonta ao período medieval. Houve desmoronamentos de prédios, segundo o prefeito, Francisco Jodar.

O Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês) r evisou a magnitude do terremoto , antes classifada em 5,3, para 5,1. A TV local mostrou imagens de construções históricas, inclusive um campanário, destruídos na cidade, localizada a cerca de 4 km do epicentro, na região espanhola de Murcia.

Uma T V local flagrou o momento de parte da queda da torre .

Os danos foram generalizados na pequena cidade de 90 mil habitantes, segundo Jodar.

    Os técnicos municipais estão analisando se os edifícios têm danos estruturais ou apenas nas fachadas.

O acesso a Lorca era muito complicado pela estrada, informou a rádio RNE.

Além de Lorca, o terremoto afetou a localidade murciana de Totana, e o tremor também foi sentido em Albacete e Vélez-Rubio, na região de Almería, informou o governo.

O tremor chegou a ser sentido inclusive na capital da Espanha , embora não tenham sido reportados danos.

Pessoas improvisaram para deitar nas ruas de Lorca. (Foto: Alberto Saiz / AP Photo)

  Tremor raso

O tremor ocorreu às 18h47 locais (13h47 de Brasília), segundo o USGS, que monitora e estuda abalos sísmicos. O terremoto ocorreu a uma profundidade de cerca de 1 km, considerada bastante rasa e que aumenta seu potencial destrutivo.

O epicentro foi localizado a 50 km a sudoeste de Murcia e a 353 km da capital, Madri.As autoridades espanholas afirmaram que um outro temor, de magnitude 4,4, ocorreu pouco antes, às 15h05.

O governo espanhol mandou uma unidade militar de emergência, que existe para atender a este tipo de ocorrência, para a região para ajudar no que fosse necessário.

"O sudeste da Espanha é uma das regiões de maior periculosidade sísmica da Península Ibérica e é normal que se alcancem estas magnitudes, mas não temos constâncias de magnitudes maiores na região", afirmou à rádio pública o diretor da rede sísmica espanhola, Emilio Carreño.   O maior terremoto sofrido na região de Murcia ocorreu em 1999 e alcançou 5,2 de magnitude, segundo o jornal "El País".

O último terremoto mortífero registrado no país deixou sete mortos em Huelva (sudoeste), teve magnitude 7,8 e epicentro no sudoeste do Cabo de São Vicente (Portugal).

'Profecia' em Roma

O tremor ocorre no mesmo dia para o qual um suposto "sismólogo amador" italiano havia previsto que um devastador abalo destruiria Roma . A "profecia" provocou medo nos moradores da capital da Itália.        

veja também