MENU

Condutor de riquixá é acusado de estuprar lésbica em Londres

Condutor de riquixá é acusado de estuprar lésbica em Londres

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 8:14

Um condutor de riquixá está sendo acusado de estuprar uma passageira lésbica que voltava para casa após passar a noite em uma boate no centro de Londres.

No tribunal, a mulher - uma médica de quase trinta anos - chorou e disse que não se lembrava dos detalhes daquela noite.

'Basicamente, eu não me lembro. E fico feliz em não me lembrar agora', ela disse.

O motorista Murat Durmus, de 23 anos, foi preso algumas semanas após o incidente e seu DNA foi compatível com amostras encontradas na vítima, mas ele nega a acusação e diz que o sexo foi consensual.

Rum e licor

A médica diz que havia terminado um plantão noturno no setor de Emergência de um hospital no dia 5 de fevereiro deste ano. Ela foi então para a boate GAY, no centro de Londres com um amigo e depois para um bar, onde ela bebeu oito doses duplas de rum e uma de licor.

Eles procuraram um táxi, mas não encontraram.

'As coisas ficaram um pouco confusas', ela disse.

'Eu só me lembro de estar em um riquixá e que nós estávamos rindo porque ele estava indo muito rápido.'

'Eu honestamente não me lembro como tudo começou. Ele veio por trás.'

'Minha memória seguinte foi quando eu toquei a campainha e entrei no quarto da amiga com quem divido o apartamento. Eu estava histérica e chorando. Por causa da minha orientação (sexual) fiquei furiosa. Eu fiquei com raiva', contou a médica.

Câmeras de segurança

Segundo a acusação, há imagens de câmeras de segurança que mostram o acusado levando a médica de volta ao riquixá, supostamente depois de ela ter ido a um caixa eletrônico.

'Em seguida, ela se lembra de ser estuprada por ele. Isso aconteceu, ela acha, no riquixá. Ela estava chorando e dizendo 'não', e ele colocou a mão sobre sua boca para que ela não gritasse', disse a promotora Lisa Matthews.

Matthews disse ainda que o episódio colocou a sua cliente em uma situação desagradável, já que, até então, sua família não sabia que ela era homossexual.            

veja também