MENU

conferência da ONU vai falhar acordo sobre emissões de gases

conferência da ONU vai falhar acordo sobre emissões de gases

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 12:11

Os países sabem agora mais acerca do clima e dos seus impactos e investem no «desenvolvimento limpo», mas ainda falta um acordo de redução de emissões para continuar Quioto, uma falha que Cancún não deverá resolver, afirmou um especialista.

Em declarações à agência Lusa a propósito da Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que decorre em Cancún, no México, Filipe Duarte Santos referiu os aspetos decorrentes do encontro de Copenhaga, em Dezembro de 2009, e disse acreditar que não haverá ainda um acordo para vigorar depois do Protocolo de Quioto, em vigor até 2012.

Em cima da mesa estão objectivos como a redução das emissões de gases com efeito de estufa para travar a subida da temperatura média do planeta e evitar as consequências climáticas, como a maior frequência de fenómenos extremos, de chuvas ou secas.

Depois de Copenhaga, «temos um conhecimento muito mais detalhado e fiável sobre como está a evoluir o clima da Terra e quais os impactos futuros dessa evolução, bastante influenciada por determinadas atividades humanas», apesar de continuarem as incertezas, realçou.

Segundo Duarte Santos, são muitos os exemplos de governos e de entidades do setor privado que investem mais em energias renováveis, em sistemas energéticos mais eficientes, mas também no combate à desflorestação.

O investimento no mecanismo de desenvolvimento limpo, um dos mecanismos resultante do Protocolo de Quioto, é muito grande em todo o mundo, acrescentou.    

veja também